Povo da Lua, Povo do Sangue

Povo da Lua, Povo do Sangue (1985) é um fotofilme sobre os índios Yanomami dirigido por Marcelo Tassara a convite da fotógrafa Cláudia Andujar, que fez da causa indígena a sua luta. O documentário, realização da Comissão Pela Criação do Parque Yanomami, foi produzido com o intuito mostrar à opinião pública a importância da criação de uma reserva para o Povo Yanomami que vinha sofrendo com a presença do homem branco em seu território.

O filme utiliza o extenso material fotográfico documental produzido por Cláudia Andujar ao longo de 10 anos de convívio com a cultura Yanomami, além de pesquisas sonoras e entrevistas realizadas pela fotógrafa. A narrativa fílmica consegue trazer e amplificar toda a beleza do trabalho fotográfico de Andujar.

Marcelo Tassara é o pioneiro na produção de fotofilmes no Brasil. Seu primeiro filme realizado com fotografias foi A João Guimarães Rosa (1968), com fotografias de Maureen Bisilliat, com quem também irá realizar em 1999 o filme Bahia Amada Amado, com fotografias inspiradas na obra do escritor Jorge Amado. Em Abeladormecida de 1978, ele vai explorar as possibilidades da linguagem do fotofilme a partir de uma única imagem fotográfica. Tassara assume a cadeira de cinema de animação da Escola de Comunicação e Artes da USP em 1969, influenciando uma geração de produtores ligados ao curso de Cinema daquela instituição.

Para conhecer a produção nacional de fotofilmes, conferir a fundamental produção do pesquisador Érico Elias.

Documentário / Cor e PB / 32 min / 1985 / Brasil

Ficha Técnica

Roteiro: Cláudia Andujar e Marcello Tassara
Direção: Marcello Tassara
Fotografias: Cláudia Andujar
Texto: Thiago de Mello
Trilha Sonora: Marlui Miranda e Flávia Calabi
Narração: Marlui Miranda
Operador de animógrafo: Alexandre B. dos Santos
Montagem: Nivaldo dos Santos

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>