Feito poeira ao vento…

“Não me interessa a precisão, a alta definição da imagem e todas essas coisas que são vendidas pelo mercado da fotografia como necessário para se fazer uma “boa” foto. Gosto de explorar justamente o outro lado: uma certa subversão do meio.”

Dirceu Maués

 

Em “Feito poeira ao vento…”, o paraense Dirceu Maués nos apresenta o Mercado Ver o Peso de Belém/PA numa tomada de 360º a partir de uma sequência construída a partir de 991 fotografias feitas com câmeras pinhole artesanais. No caso, fez uso de 40 câmeras confeccionadas com caixas de fósforo – as populares pinlux.

O vídeo de 3 minutos traz o movimento e o frenesi de um dos cartões postais do Pará, se valendo de uma abordagem panorâmica e da técnica do timelapse.

O fotofilme de Maués marca a retomada da sua produção autoral, deixada de lado em 1997 para se dedicar ao fotojornalismo. A partir de 2003 inicia as pesquisas com a fotografia pinhole e a construção de câmeras artesanais, entrando em contato com a gênese do processo fotográfico e se aproximando das linguagens do vídeo e do cinema. Vai deixando de lado o documental e migrando por um caminho de intuição e sentimento através da imaterialidade da câmara escura.

Dirceu Maués, assim como Alberto Bitar, que assina a edição do filme, são egressos da Associação FotoAtiva que vem desde a década de 1990 formando importantes nomes da fotografia nacional a partir de uma formação voltada para os processos artesanais.

cor / 3 min / 2006 / Brasil

 

Ficha técnica:

Direção e Fotografia: Dirceu Maués

Edição: Alberto Bitar

Desenho de Som: Leo Bitar

Assistentes de Fotografia: Adriana Machado, Fábio Hassegawa e Marcelo Lelis

Produção: Dirceu Maués e Fábio Hassegawa

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>